30 julho 2008

Randy Pausch Last Lecture: "Really Achieving Your Childhood Dreams"

But remember, the brick walls are there for a reason. The brick walls are not there to keep us out. The brick walls are there to give us a chance to show how badly we want something. Because the brick walls are there to stop the people who don’t want it badly enough. They’re there to stop the other people.
Randy Pausch, disse aqui (video) e pode ser lido aqui (pdf) (e eu soube por aqui). Sim, sim, o video tem mais de uma hora. Depois de verem agradeçam no aqui (antes deste), que foi onde eu vi também.







PS: acho que o Freitas do Amaral também publicou a sua última lição... Prontos, prontos, era uma piadita foleira...

19 comentários:

susana disse...

Credo. Este post tem tanto link que nem sei para onde me virar!
Bem, o facto é que não liguei nenhuma ao post (ainda!) e só queria dizer que já acabei a história do cão. Não quero ter remorsos com seja o que for que se relacione com as tais das Maldivas!
Livra...

e amanhã vou andar a cafeína... boa noite!

nando disse...

Também há maquinetas do café debaixo d'água?... Eles agora inventam tudo...

Aproveite uma chávena e ligue o Iutubé ali ao senhor que vale a pena.

:)

susana disse...

Meu caro Sr. (xuau! agora é que é!): não lhe passa pela cabeça o que a gente (expressão da moda!) coloca debaixo de água. Um dia destes falo um bocadinho de investigação aquática no meu Blog, para fazer uma ideia. Para que se entenda, vou tentar usar uma linguagem melhorzinha que os sinhores da sua área!
Nota: eu disse TENTAR...

Donagata disse...

Piada foleira? Porquê? Não percebi? É certo que ainda não vi o vídeo proposto porque me assustou com o tempo, mas li muito atentamente a citaçao que achei genial.
Mas o que é que o Randolph Paush tinha mais do que o Freitas do Amaral?!!!
Era mais bonito, lá isso era, mas de resto...

nando disse...

Susana: oh,oh,oh... escusa de me apontar esse dedo acusador, que se eu não sei é porque a minha fonte de infomação aquática ainda nada revelou sobre essa matéria. Andam lá promessas de haluces, de investigações aquáticas e tal... mas ainda não vi nada (ihihih :) ).
E de qualquer modo, pode tentar à vontade, que na volta ainda ponho aqui uns textos em Latim para vermos quem é que tem o post maior. O meu vai ser assim!! (mas a máquina não funcionou, e comeu-se todo, por isso não tenho fotos) :) :)

Donagata: tem razão, mas assim posso explicar aqui. Para não estar a misturar o Dioguito ali com o Randy e ficar tudo muito confuso (com mais links e tudo... acabava por meter água :)
A Última Lição do F.A. chama-se "A evolução do Direito Administrativo português nos últimos 50 anos". E inicia-se por «Começo por uma breve justificação do tema desta minha última lição: (...). A escolha de um tema geral de Direito Administrativo baseia-se, naturalmente, no facto de ser essa a minha principal área de especialização...» e vai até «Cfr. o nosso Curso..., I, p. 138.» (que é a última nota bibliográfica), tendo no meio o que se espera e imagina.
Na Universidade do Randyzito (um sítio estranho com nome de fruta...) a antiga "úlitma aula" (antiga, porque entretanto o politicamente correcto deu-lhe novo nome) era entendida mais literalmente. Se soubesse que aquela era mesmo a sua última aula, qual seria o ensinamento mais importante que queria transmitir? No fundo é uma lição de vida, por oposição a uma lição de Direito.
Sem querer dizer mal do Dioguito, porque cada um fala do que sabe e não escolhe as tradições que tem (embora possa pensar nelas), mas é como comparar ir tomar café na esplanada (sim, com este tempo, não podia ser noutro sítio) com o Dalai Lama, ou com o melhor técnico da TvCabo de Portugal (quando a mesma pifou mesmo na véspera da final do Mundial de Futebol onde Portugal, por fim, chegou).
O senhor ali do post tem sido um sucesso no YoTube, porque até pouco fala de informática (a área dele). O F.A. publicou um livrito que fica bem na estante, mas nem serve de muito aos juristas, por muito sintético e provavelmente, demasiado jurídico para não juristas (mas devo confessar que é de um amarelo limão muito bonito... ai, ai, que má língua a minha...).
(Mais um parêntises para não deixar de dizer, que na minha modesta opinião, o Freitas do Amaral é o melhor Administrativita em Portugal desde o Marecello Caetano; a léguas do Rebelo de Sousa (embora menos "famoso"), e longe de todos os outros que "ninguém" conhece porque não aparecem na TV todos os domingos)
E espero que não tenha adormecido. Prometo que a aula do senhor é bem mais divertida que a minha explicação. :)

susana disse...

Latim? Eu não sei Latim, mas aposto que a minha amiga D. Gatita sabe. E quem tem amigos não morre na prisõ... sem pelo menos alguém lá ir levar uns charritos!

nando disse...

Et pluribus unum?
lololol

susana disse...

Ei...Ei... Eu sou uma dragona! Pelo menos foi o que o meu pai me disse quando eu nasci. És do Puorto filha, FCP! E eu sou, é que sou mesmo... apesar de detestar futebol (eu sei, eu sei, sou do desporto...).

nando disse...

Isso deve ser complicadito, uma dragona a meter água!... Talvez que dê jacuzzi?...
:P

E a aulinha ali do Randy? Mas ninguém tem sonhos de infância por realizar!?... hmmmmmmmmmmm :\

susana disse...

A aulinha do Randy dura 1h, ainda não ganhei coragem...

nando disse...

ahah! Mulher do Norte e tal...
:P

susana disse...

As mulheres do Nuorte gostam de acção. Palpita-me que deve ser coisa parada o tal do Randy. E tb me palpita que é capaz de me estragar a maquilhagem!

nando disse...

Ok. Eu sou um tipo honesto (e ninguém sabe onde eu moro) e por isso eu vou dizer o que é aconteceu.

A primeira vez que li o comentário anterior (que não vou dizer de quem é, para manter a privacidade da autora) saltei a última sílaba do "parada". Li "para".

Fiquei intrigado. Depois voltei a ler com atenção e com as sílabas todas.

E prontos, agora não há condições para comentar mais nada!
:D

susana disse...

"ninguém sabe onde eu moro"... isso não tem qq importância para quem se perde só de ouvir falar em entrar em Lx.
para... o Randy... coisa póstuma... eu não sei se percebi isto...

credo!

nando disse...

Tem razão. Inicialmente pensei: a Susana saberá que este post é postumo ao Randy? hmmmmm, talvez não. E depois fiquei intrigado.

E cada vez que leio, não consigo parar de rir!!!....
lolololol
:D

susana disse...

Agora não percebo eu. O tipo deu a úlrima aula, foi o máximo, uma lição de vida, as pedrinhas da calçada choraram, blá, blá e depois foi-se. Tenho que saber mais do que isto?

Ainda não ganhei coragem para ver o tal do Randizinho. Acho que me vai mexer com a sensibilidade, algo de que, de momento, não necessito. Um dia destes vejo, tá?

nando disse...

Bem, eu por mim, fartei-me de rir. E provavelmente, mais que aprender alguma coisa (porque realmente o moço acaba por não dizer nada de novo...) fiquei inspirado. Inspirado por se poder chegar onde ele chegou, seguindo os princípios que ele invoca...
Um deles, é estar sempre bem disposto. :)

De qualquer maneira, realmente aparece lá a mulher dele a chorar. Talvez tenha razão... (bem me parecia que andava para aí alguém a armar-se aos leões)
:D

susana disse...

Pois eu ando sempre bem disposta, tirando alguns momentos de vida, quem não os tem?

MAS, sou do tipo da mulher do Randyzinho... O actor ainda não morreu e eu já choro que nem uma Madalena! Coisas de mulher do Nuorte...

nando disse...

Eu talvez deixasse o Nuorte sossegado nessa matéria... coisas de mulher de qualquer ponto cardeal...
;)