15 outubro 2008

O assassino

A luz indistinta do luar
Que de longe me espia
A mente, o espírito;
E me franze o sobrolho,
Me torce o nariz.
Luar que me acompanha
Ou me persegue.
Me ilumina a consciência,
Me descobre da escuridão amiga,
Da noite.

Luar torpe e vil
Que apenas me mira
Sempre de cima
Nunca ao lado.

Não me ampara o salto,
Não me sussurra esperança,
Apenas faz brilhar o sangue
Vermelho escorrido na estrada,
Com traços de incandescência.

Pragas te roguem e te consumam,
Maldições, bruxarias e excomunhões.
Do teu altar de inatingibilidade
És astro rei.
Mas o tempo vem.
O sangue seca.
Seca-o o Sol.
E tu,
Serás de novo,
astro menor.

16 comentários:

Ti disse...

... sim, sr...*

nando disse...

Ti: ...sim, menina...*
;-)

susana disse...

Há tanto tampo que não escrevias um poema!

E andas em diálogos com o luar... dificuldades em dormir... hum...

nando disse...

Su: foi?!... não dei por isso...
;-)

susana disse...

Su foi o quê? Explica devagarinho. Bolonha anda a pôr-me burra... muitoo burraaaaa....

nando disse...

Su: não me apercebi que foi muito tempo sem poemas :-)... Para dizer a verdade, tinha começado outro. Era mesmo muito bom, mas faltou a luz e fugiu. (era tipo aqueles peixes que se pescam no dia em que não houve máquina: mejmo, mejmo bom!!! lol) :P

susana disse...

tenho uns quantos desses... os peixes...

nando disse...

Ahahah!... Não me digas que a tua hegemonia sobre matérias aquáticas chega mesmo até às famosas mentirinhas de pescadores?... Ahah! Dessa não saia eu...

susana disse...

Xauuuuuuuuuuuu.

nando disse...

Oh! Uma retirada estratégica? Qual máquina de Verne nas montes e montes de léguas a meter água?...
;-)

susana disse...

Já te disseram que és uma praga?
Bem me parecia!

nando disse...

Nunca me disseram tal!
Anginho, doce, até de pintura antiga me chamaram (enfim... há muitos aninhos...).
...
Estás a brincar certo?
Olha que eu choro!
Lágrimas a sério, daquelas que vêm em frascos (e tudo) e dizem "lágrimas arti..." qualquer coisa...
!!!

susana disse...

Anjinho? Hum... cuidado, são assexuados!

lololooooooooooool

nando disse...

Ahahah... pois são! somos!... Não fazemos nadinha, nadinha... somos uns anjinhos... O:-)
(smile com auréola)
ahahahaha...
:P

(PS: só damos uns erritos ortográficos de vez em vez, mas é a bem do novo acordo...)

susana disse...

jotas e gês... uns tontos!
:D

nando disse...

É... as voltinhas do g no Gerês... :-)